01/09/2019

BC vai implantar sistema de pagamentos instantâneos

Z|E|N
O Banco Central (BC) anunciou que será responsável por desenvolver a base de dados e a administração do sistema de pagamentos instantâneos.

A ideia é substituir as transações com dinheiro em espécie ou por meio de transferências bancárias (TED – Transferência Eletrônica Disponível – e DOC – Documento de Ordem de Crédito) e débitos por transações entre pessoas.

O serviço será efetuado em alguns segundos e funcionará por 24h todos os dias da semana, com redução significativa (ou custo zero) para o cliente.

No caso de um lojista, por exemplo, o estabelecimento comercial precisará ter somente um código único de identificação para permitir que seus clientes façam a leitura desse código por meio de seus smartphones.

Nesse código estarão contidas todas as informações necessárias para que os valores sejam transferidos instantaneamente.

Segundo o Banco Central, iniciar um pagamento instantâneo deverá ser tão simples quanto selecionar uma pessoa na lista de contato do telefone celular.

Isso porque não haverá a necessidade de inserir informações como número do banco, da agência e da conta e o CPF (Cadastro de Pessoa Física) do recebedor.

Alguns bancos digitais (fintechs) já utilizam – com sucesso! – esse procedimento.