08/07/2019

Eleições 2020: Na hora da ‘sobra’, vaga vai para que tem mais votos

Z|E|N

Candidatos a vereador com bom potencial de votos mas com dificuldades de conseguir formatar um partido com condições de atingir o quociente eleitoral estão radiantes.

Eles serão beneficiados por uma mudança realizada no parágrafo 2º do artigo 109 do Código Eleitoral, que alterou o sistema de distribuição de sobras de vagas para deputados e vereadores.

A redação anterior afirmava que “Somente poderão concorrer à distribuição dos lugares os partidos ou as coligações que tiverem obtido quociente eleitoral”.

A nova redação estabelece que “Poderão concorrer à distribuição dos lugares todos os partidos e coligações que participaram do pleito.”

O texto mantém o sistema de quociente eleitoral mas inova ao permitir que toda e qualquer agremiação que não tenha atingindo o número suficiente de votos para obter uma cadeira na ‘primeira rodada’ das vagas disputará em igualdade de condições as vagas remanescentes (sobra).

“Na hora ‘sobra’ entra quem tiver mais votos, mesmo que o partido não tenha atingido o quociente eleitoral.” – sintetizou um analítico analista político local.