17/06/2019

MARTA PERES ESCREVE: Exigência, mas e a disciplina?

Não podemos nos deixar enganar, ainda existem aqueles que optam por usar o modelo velho da política e que já está ultrapassado.

Muitos políticos velhos ainda se acham coronéis.

Mas coronéis ainda existem na face da terra?

É que alguns não desistem e querem permanecer nessa mesmice.

Não podemos nos deixar enganar por eles.

Sabemos que tentarão o bote a qualquer custo e a qualquer momento – se isto vai fazer com que resolvam suas vontades, seus sonhos mais íntimos.

Eles são desprovidos de escrúpulos e não sabem o que significa respeito, não sabem esperar o momento propício.

É muita coragem, muita cara de pau de alguns que se acreditam políticos e nada mais são que aproveitadores da ocasião, querem o poder a todo custo, usar enquanto servir e depois descartar, assim, como muitos já fizeram e ainda fazem.

Ainda bem que vivemos numa democracia e contra ela não podemos ir. Tudo tem a hora certa.

Não seria o normal tudo andar dentro da legalidade?

Mas existem os que não entendem e não conhecem a legalidade, ou fazem ouvidos de mercador?

Como são falsos! A falsidade de alguns chega dar enjoo.

O abuso de poder chega ser absurda e abusam do poder com a cara mais deslavada do mundo. Vão à busca de recursos para conseguirem o intento, porque não sabem o que é esperar o momento certo.

Comem todo o melado antes da hora e não prestam atenção na dor de barriga que pode vir em seguida.

Existem coisas que se vai fazer dentro da política que se precisa entrar num consenso, contudo, o medo de perder o doce de leite fala mais alto. Como criança birrenta diz que quer e pronto.

E se tomar o pirulito da mão dá birra.

Tudo o que vem acontecendo no Brasil serve como exemplo para todos os políticos.  Mas alguns se consideram os melhores, os tais e tentam  impor, bater o pé. Eu quero o meu pirulito.

Que vergonha, dar birra por conta de algo tão pequeno, tão insignificante.

Contudo, existem regras a seguir e estas regras não podem ser manipuladas, nem se pode fugir de nenhuma.

Se souber esperar tudo cai no lugar da maneira que deve cair. Se não souber esperar paciência!

Marta Peres