07/02/2019

OPEN XECA: Empresário é preso após oferecer festa com ‘rodízio de mulheres’ no interior de Goiás

Z/E/N

O que muita gente achou que era ‘zoeira’, uma daquelas montagens fotográficas aleatórias que circulam nos grupos de wattsapp era realmente ‘verdade verdadeira’.

A Polícia Militar de Águas Lindas de Goiás prendeu na terça (05) o dono de uma casa de prostituição que pretendia oferecer aos clientes um rodízio sexual de mulheres.

A festa, que recebeu o nome de ‘Open Xeca’, estava com o 1º lote de ingressos esgotado, mas a Polícia Militar da cidade, graças ao serviço de inteligência, conseguiu impedir o evento, que seria realizado no local denominado Rancho do Patrão.

O ingresso para o ‘Rodízio de Sexo’ custava R$ 300 e disponibilizava mulheres na quantidade e no tempo que o cliente conseguisse ‘aguentar’.

O flyer da ‘Open Xeca’ dizia que o evento seria fechado para 50 homens, que compraram o 1º lote da festa. No entanto, a polícia foi informada que o evento já estava no 2º lote.

A festa estava marcada para começar às 23h, mas a PM chegou ao local duas horas antes.

No local já estavam o proprietário, a mulher dele, cinco seguranças e 12 garotas de programa, todas maiores de idade. No fundo do quintal a polícia encontrou 50 gramas de maconha que estavam enterradas.

A casa de prostituição funcionava há menos de um ano no local, às margens da BR-070.

( Com informações dO Tempo )