15/07/2009

Penitenciária de Patrocínio vive momentos de tensão com início de rebelião

Na expectativa da construção de um ‘anexo’ (o ‘Cadeião 2 – a Missão’) que segundo consta na mídia local deverá desafogar o problema de superlotação na cadeia municipal (a um custo estimado de aproximadamente 10 milhões de reais) a Penitenciária Regional ‘Expedito Faria Tavares’, em Patrocínio, vive momentos de pânico tensão e medo.

Segundo informações de informais informantes, a situação pelos lados do km 4 da estrada do Córrego Feio não é das melhores. Desde a última sexta-feira (10) os presos dos pavilhões I e II estão indóceis, ameaçando uma rebelião. O motivo ainda não foi elucidado pela nossa redação.

Os presidiários, que foram proibidos de sair para o costumeiro banho de sol, recusaram o café da manhã dos últimos dias e iniciaram um tumulto na carceragem, com batedeira nas celas, queima de colchões, dentre outras ações. A situação só se acalmou com a entrada dos agentes armados nos pavilhões.