03/07/2019

Saúde e paz

Z|E|N

Nesta sexta [05], dentro das comemorações da reinauguração da Igreja Santa Luzia, será inaugurado o busto do Beato Padre Eustáquio na Praça Santa Luzia.

Nascido em Aarle–Rixtel, Holanda, em 03 de novembro de 1890 e ordenado em 1919, Padre Eustáquio chegou a região em 1925, quando foi recebido no Santuário de N. S. da Abadia como o novo vigário [paróquia de Nova Ponte e suas capelas].

O texto abaixo foi compilado de relatos do articulista e historiador mel rangeliano Eustáquio Amaral.

Padre Eustáquio viveu em Romaria até início de 1936, quando foi transferido para Poá (SP), onde atraiu multidões, tornando-se nacionalmente conhecido.

Depois de rápidos recolhimentos em São Paulo, Campos do Jordão, Rio Claro, Araguari e Rio de Janeiro, mudou-se para o Ginásio Dom Lustosa em 1941.

Durante sua permanência na terra rangeliana, foi o capelão da Igreja de Santa Luzia. Segundo depoimentos de patrocinenses com mais de 80 anos, praticou caridade e alívio aos fiéis que o procuraram.

Padre Eustáquio residiu em Patrocínio de 11 de outubro de 1941 a 12 de fevereiro de 1942, quando foi transferido para Ibiá, onde prestou serviços paroquiais por pouco tempo.

Em abril de 1942, o Beato desembarcou na capital mineira onde assumiu a Paróquia de São Domingos (sua atual igreja), na rua e bairro que levam o seu nome, Padre Eustáquio, vindo a falecer no dia 31 de agosto de 1943.