• IWEBIX Content Slider

    Capitu: Toninho Andrade teria recebido R$ 15 milhões em esquema da JBS
    09/11/2018 - 13:00:56

     

    O atual vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade (MDB), preso em um desdobramento da Operação ‘Lava Jato’ na manhã desta sexta-feira (9), teria recebido pelo menos R$ 15 milhões pagos em propinas repassadas a outros parlamentares mineiros, em um suposto esquema de corrupção investigado pela Polícia Federal no Ministério da Agricultura, durante o governo de Dilma Rousseff (PT).

     

    A informação é do Jornal Hoje em Dia.

     

    Segundo as investigações da Polícia Federal, enquanto era ministro da Agricultura, entre 2013 e 2014, Andrade recebeu R$ 15 milhões em propina, tendo repassado parte do dinheiro a candidaturas de deputados estaduais e federais de Minas Gerais, durante as eleições de 2014.

     

    O responsável por transferir o dinheiro a Andrade teria sido o deputado federal Eduardo Cunha (MDB) que, segundo as investigações, usou outros R$ 15 milhões de propina para financiar sua própria campanha vitoriosa à Presidência da Câmara dos Deputados.

     

    O principal objetivo do suposto esquema era privilegiar no mercado internacional e nacional a empresa JBS, do empresário Joesley Batista, preso nesta sexta-feira na mesma operação, batizada de Capitu.

     

    A PF ainda trabalha para identificar todos os parlamentares mineiros que teriam sido beneficiados no esquema de corrupção.

     

    Preso em uma fazenda em Vazante, no Noroeste de Minas, o vice-governador de Minas foi encaminhado para o Presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde ficará preso em uma cela especial.