14/01/2007

“TU ÉS PÓ”

Carnaval?! Não estou pensando no carnaval que se foi, mas em algumas lições que ele deixou. Não julgo se o carnaval é um mal, mas também não acredito que seja um bem. Mas é sempre bom fazer reflexões agora que já passou o carnaval
O próprio Deus disse: “Alegrai-vos”. Mas, alegrai-vos no senhor: uma alegria santa, uma alegria pura, uma alegria verdadeira.
Foram quatro dias de outra alegria, diferente do carnaval. Cantaram, pularam e curtiram a vida a seu bel prazer, fantasias ricas, vinhos caros e muito mais.
São contrastes que merecem ser comentados.
Deus é maravilhoso. Dá-nos, agora a oportunidade de repararmos as coisas que não foram boas e mostrarmos a verdade: nas cinzas com que se abre a quaresma. Tempo de penitência: cinzas na testa.
Bastariam as cinzas para significar fugacidade da vida terrena. Cinzas que são o resultado mínimo de alguma coisa passada.
“Lembra-te que és pó e em pó te tornarás”.
Eu direi: Que pó sublime é este? Que mais sublime nos mostra a verdade da vida?
Não me entristeci saber que sou pó e tornarei sê-lo.
Simples criatura humana tantas vezes desviadas pelas ruas do caminho bom,tantas vezes desviadas pelas suas próprias fragilidades, tantas vezes ferindo os pés nos espinhos da própria maldade!