11/08/2019

Versão pornô de La Casa de Papel ganha ‘Oscar’ do sexo

Z|E|N

A versão adulta da elogiada série ‘La Casa de Papel’, da Netflix – que nas telinhas eróticas foi chamada de ‘La Casa de Raquel’ – conquistou na terça-feira (06), seis troféus — incluindo de ‘melhor filme hétero’ — na sexta edição do Prêmio Sexy Hot, considerado o Oscar da categoria.

O roteiro é pra lá de eletrizante, “A personagem principal, interpretada por Soraya Carioca, é uma ricaça que tem a casa invadida por marginais e se vê refém deles. Ela faz tudo para se livrar dos caras, mostra os peitos, transa com os homens, com as mulheres, faz oral, anal, sem saber que o que eles querem é um pendrive com um arquivo valiosíssimo” – revela o ator/diretor da película, Fábio Silva, 41 anos, que trabalha no ramo pornográfico há 19 anos.

Como é peculiar no mercado erótico brasileiro, no ano passado o vencedor da categoria também aproveitou-se de uma onda momentânea para dar título ao filme.

Com o país na onda da Lava-jato, a maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro que o Brasil já teve, o filme vencedor do ‘Oscar Pornô’ foi ‘Operação Leva Jato’.