03/03/2011

A partir desta quinta-feira, Cesário Alvim passa a ser mão única, sentido São Vicente/São Francisco

Com a expectativa da saída do titular da secretaria municipal de Trânsito, Segurança e Transportes, o ex-vereador Alcides Dornelas, começou na manhã desta quinta-feira (03.mar) a implantação da mão única de direção da Rua Cesário Alvim.

Em verdade – e é verdade – a RCA não estava mais tendo condições de absorver o tráfego em mão dupla, devido ao grande volume de veículos que a utilizam – em circulação e estacionados – o que gerava insegurança e medo nos usuários.

A necessidade foi primeiramente levantada em diversas manifestações populares ainda em 2009. O movimento foi liderado pela blogueira do MAISUMONLINE, Mônica Nunes, com a formação da Comissão de Reestruturação do Trânsito da Rua Cesário Alvim.

Várias movimentações populares foram realizadas conclamando pela mudança até que em agosto de 2009 o vereador Humberto Donizete, o Bebé, então presidente da Câmara Municipal, conseguiu aprovar uma Lei que transformava a rua em mão única. O prefeito Lucas Siqueira sancionou a lei que ficou engavetada (por puro capricho ou devaneio) até que agora, no alvorecer de 2011.

Leia primeiro AQUI… Depois AQUI… E agora, leia com bastante atenção esta matéria AQUI!

Com o tempo, o perigo eminente e os vários acidentes ( e as reclamações) se avolumando, a transformação da Rua Cesário Alvim de mão-dupla para mão única passou de ‘necessária’ para ‘urgente’.

Confira AQUI!

Como vocês puderam observar, todas as ações, intermediações, negativas e decisões para a transformação da RCA em mão única foram acompanhadas pari passu, in totum, tanto pelo MAISUMONLINE quanto pelo JdFA, que deram (no bom sentido, lógico) – e cada qual a sua maneira – ampla, total (e muitas vezes exclusiva) cobertura aos fatos.

Demora na adaptação

Mas, porém, todavia, contudo e entretanto, como acontece em toda qualquer mudança, os motoristas ainda não se adaptaram. Durante todo o período da manhã de hoje muitos motoristas insistiam em trafegar nos dois sentidos sem observar as placas que estavam sendo colocadas.

Como é de costume da SETRANSETRANS, várias faixas serão fixadas em vários pontos da rua (que ‘corta’ a cidade desde a Avenida Sanitária (Bairro São Vicente) até o limite com os trilhos da via férrea, no Bairro São Franscisco) avisando da implantação do novo fluxo.

Pela extensão e importância da Rua Cesário Alvim no contexto municipal, acreditamos que seria necessário que a PM destinasse alguns policiais para coordenar (o MAISUMONLINE disse COORDENAR) o tráfego no local até a adaptação. Questão de bom senso!