24/05/2011

ACARPA comemorou do Dia Nacional do Café em grande estilo

A ACARPA – Associação dos Cafeicultores da Região de Patrocínio realizou na manhã desta terça-feira, em sua sede a tradicional comemoração do Dia Nacional do Café.

O evento contou com a presença do Prefeito Lucas Siqueira; Presidente da Câmara Alberto Sanarelli, e várias autoridades, lideranças, empresários do agronegócio, produtores, imprensa e amigos.

O Café da Manha é realizado no intuito de divulgar ainda mais o café da região do cerrado mineiro e diferentes iguarias são servidos tendo o café como ingrediente principal da receita. Os presentes tiveram a oportunidade de degustar o café de várias formas: Coado, expresso e deliciosos cappuccinos.

Só isso já poderia ser considerado uma grande homenagem a essa bebida. Mas desde 2005, quando a data 24 de Maio foi incorporada ao Calendário Brasileiro de Eventos como Dia Nacional do Café, a comemoração ganhou outra dimensão, passando a ser festejada por industriais, produtores, exportadores, cooperativas, varejo, cafeterias e por todos os apaixonados por café.

A sugestão de se criar o Dia Nacional do Café no mês de maio, época que marca o início da colheita na maioria das regiões produtoras do país, foi feita pela ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café.

O objetivo é promover, valorizar e manter viva, junto aos consumidores, a importância histórica, social e econômica deste produto que é cultivado há 284 anos em terras brasileiras, desde que as primeiras mudas foram trazidas da Guiana Francesa para Belém, no Pará, por Francisco Melo Palheta, em 1727.

Ao resgatar a história, a ACARPA pretende mostrar a razão dessa bebida mundialmente milenar se manter tão moderna e atual: uma prazerosa xícara de café é fonte de energia e também de pausa na correria do dia a dia.

Em seu discurso, Marcelo Queiroz ressaltou a importância do café para o município e para o país: “A ACARPA com esta iniciativa de comemorar o Dia Nacional do Café vem valorizar o principal produto da nossa economia e o trabalho árduo e valioso que o cafeicultor vem realizando com muito empenho. É o café que move nossa economia e sinto orgulhoso por ser cafeicultor.” Ressalta.

Pensando nesse dia especial, a Barista Isabela Raposeiras, apresenta algumas dicas para preparar café em casa. Tome nota:

1 – Preste atenção no rótulo. Se há o nome da fazenda, é sinal de que se trata de um café de alta qualidade.

2 – Moa os grãos na hora. As substâncias responsáveis pelos melhores aromas e sabores de café oxidam 20 minutos após a moagem..

3 – Use água mineral, pois ela não contém cloro, que destrói os óleos essenciais do café. Á água da torneira, mesmo que fervida, mantém altos teores de cloro. Os filtros que usam carvão ativado também são legais.

4- Se você mora numa cidade ao nível médio do mar, o melhor a fazer é não ferver a água que usará para fazer o café. Se você morar acima, em cidades como São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Brasília ou cidades de serra, pode ferver a água, pois a temperatura será inferior a 100°C. Note que ferver aqui significa levantar pequena fervura, formando pequenas bolhas, e não entrar em ebulição – desta maneira, a água perde o oxigênio que reage com os óleos essenciais do café.

5- Tome o café imediatamente depois de pronto, do jeito que mais gostar.

Rosângela Lima Reis – Ascom Acarpa