06/01/2010

Assembléia autoriza COOPA a avalizar construção de fábrica de Leite Condensado em Patos de Minas

Aconteceu na noite desta terça-feira (5), na Cooperativa Agropecuária de Patrocínio, uma Assembléia Extraordinária para apreciação de dois assuntos, o inicio da comercialização do gás liquefeito de petróleo e a autorização para que a COOPA possa avalizar a CEMIL na construção de uma fabrica de leite condensado. A reunião contou com a participação de mais de 100 cooperados que votaram favoráveis aos dois assuntos colocados em debate pela COOPA.

O investimento para a fabricação de leite condensado que é a primeira parte de uma fábrica de leite em pó construída em Patos de Minas e que terá capacidade para até 450 mil litros por dia. Isso vai possibilitar, segundo o presidente da CEMIL, João Bosco Ferreira que os produtores das quatro cooperativas entreguem 100% do leite que é produzido. Hoje a cooperativa patense recebe apenas 60% do leite das quatro cooperativas parceiras. A informação é do dianewsnoticias.com.br. A construção da fábrica começa em março e tem previsão para ser feita em até doze meses.

Para o presidente da COOPA, Renato Nunes o produtor rural irá ter benefício com a fabricação do leite condensado pela CEMIL. Segundo Nunes a oscilação existente no preço do leite em determinados períodos do ano será diminuída e isso vai valorizar sobremaneira o produtor. Patrocínio é hoje a segunda bacia leiteira de Minas Gerais.

A venda de gás liquefeito, o chamado GLP, também foi aprovada pelos cooperados. O produto estará disponível aos clientes dentro de aproximadamente 60 dias. Segundo informações, a Cooperativa tem entendimentos para ser representante da Liquigás em Patrocínio. A marca pertence à Petrobrás, bandeira essa que o posto de combustíveis da COOPA já trabalha. A partir da implantação da revenda, a COOPA poderá comercializar o botijão de gás com preços diferenciados dos que são encontrados no mercado.