17/11/2011

Azedou | Lucas enfático, ‘Se Fausto quer ser candidato, que seja..!’

Em entrevista a Módulo FM nesta quarta-feira (16) o prefeito Lucas Siqueira colocou um ponto final na celeuma que se transformou uma possível repactuação com seu o vice petista Fausto Amaral.

A celeuma, segundo o próprio prefeito, já dura 60 dias e, segundo fontes, está longe de acabar.

Durante a entrevista, o prefeito foi enfático. Disse que nunca, jamais, em momento algum, houve o compromisso de que ele (Lucas) abdicaria da reeleição para apoiar Fausto Amaral a prefeito em 2012.

Entre o espeto e a brasa

Neste chove não molha, o eleitor patrocinense, cidade e zona rural, fica sem saber em quem acreditar, se no PT que diz, afirma e reafirma que realmente houve a tal ‘cumbina’ ou se no guverno 23, que desmente a todo momento o tal ‘compromisso’.

Aliás, sobre este assunto, uma entrevista do presidente da executiva do PT rangeliano, o oftalmologista Evaldo Resende Cunha a Difusora AM na segunda-feira (14) foi bastante elucidativa. Clique AQUI e (re)leia a matéria.

Dr. Evaldo reafirmou textualmente que durante as negociações para as eleições de 2008, ficou combinado que, se eleito, Lucas Siqueira abriria mão da reeleição e apoiaria Fausto Amaral como prefeito nas eleições de 2012

Segundo o gabaritado oftalmo – um cidadão probo, acima de qualquer suspeita até que provem o contrário e que nunca fez da política um modus vivendi -, “Quando Lucas foi eleito ele tinha como princípio básico ser contra a reeleição. A formação dele não ainda não era de um ‘viciado’ em política. Mas com o crescimento do Fausto houve a preocupação do grupo. Foi quando pediram pra ele ser um vice ‘convencional’… E aí veio a pré-candidatura do Lucas e se deu o afastamento.” – comentou dr. Evaldo.

Azedou o caldo…

Segundo o site Patrocínio Agora, de propriedade do radialista Jânio Luiz, autor da entrevista, “Para colocar um fim no assunto o prefeito esbravejou ‘Se o Fausto quer ser candidato a prefeito, que seja! Nunca houve um vice-prefeito com tanta liberdade e voz ativa quanto o Fausto teve com a atual administração’.” – registrou.