16/01/2009

BLOCO DA METADE EXIGE INDICAR CARGOS DE CONFIANÇA

Os vereadores Cássio Remis (PSDC), Cláudio Alcântara (PRB), Joel de Carvalho (PP), Marta Elias (PMDB) e Alberto Sanarelli (PPS) se reuniram na quarta-feira (14), na Câmara Municipal, para discutir várias questões. A informação é do site patrocinioonline.com.br, de propriedade do dublê de radialista e edil Alberto Sanarelli.

O interessante é que os vereadores supra citados, na reunião, formaram um bloco parlamentar, e se auto denominaram a eles mesmos de ‘Bloco da Maioria’ (?)

MAIORIA? Uai? Credo! Perae… Não são 10 os vereadores eleitos para a Legislatura 2009/2012? Se a reunião foi de 5 edis, o lógico seria apelidar o bloco de ‘bloco da metade’..! Dez menos 5 = cinco. Ou os vereadô mataram aula ou subverteram a matemática.

Bom, o ‘Bloco da Metade’ está propondo a aprovação de um Projeto de Resolução que altera o regimento interno (artigo 147 e 148) que dispõe sobre o horário da realização das sessões ordinárias.

Os 5 edis do Bloco da Metade propõem a alteração do horário das sessões ordinária de manhã para a noite – terças-feiras, de 19 às 23 horas, uma boa medida!! (apesar de que a sessão ordinária vai concorrer com o Casseta & Planeta Urgente!)

Outra medida que o Bloco da Metade promete tomar é cobrar a ferro e fogo do presidente da Casa de Leis é a participação dos componentes da Mesa Diretora (e não somente dele, Bebé) na nomeação e exoneração de todos os cargos de confiança pertencentes ao quadro de funcionários da Câmara Municipal.

O Bloco da Metade tem dois de seus membros na composição da Mesa Diretora biênio 2009/2010, o vice Sanarelli e a tesoureira Martelias.

Os 5 vereadores do Bloco da Metade (ou Metadinha, como chamaremois daqui pra frente) assinaram um documento pedindo para que seja realizada uma reunião para discutir a questão.

Segundo informou ao maisumonline o procurador Jurídico da Câmara, dr. Luciano Capuano, o pedido do Metadinha é improcedente.

Capuano diz que no artigo 18 da Lei Complementar aprovada em 18 de dezembro de 2008, de autoria da Mesa Diretora 2007/2008, composta, dentre outros, pela vereadora Martelias, reza que “O cargo em provimento em comissão é o cargo de confiança, de livre nomeação e exoneração pelo PRESIDENTE da Câmara Municipal”. O Parecer Jurídico, de número 01/2009, já foi encaminhado a todos, SMJ