16/11/2010

Cabeças vão rolar: Machado 23, edição 2011 deve começar agora em dezembro

Um a um, os secretários municipais estão sendo chamados a ‘colaborarem’ com o guverno 23 na demissão de aproximadamente 600 funcionários que hoje compõem o staff da administração municipal. A prefeitura atualmente conta com mais de 2500 funcionários. A proposta é baixar este número para cerca de 1800 até março de 2011, em demissões escalonadas.

A intenção de que o próprio secretário faça uma avaliação de seu setor e redija, ele mesmo, a lista dos que serão demitidos, busca retirar dos ombros do prefeito e do vice a responsabilidade (e, claro, o imenso desgaste) da necessária dispensa, “O secretário é pago pra isso. Entre o desgaste dele e o do prefeito é preferível que o secretariado assuma com o ônus da dispensa.”

A ação é necessária para que os aprovados no concurso público possam assumir, de fato e de direito, seus cargos na administração pública. Mesmo que vários contratos estejam vencendo ou por vencer até o final deste ano, o fato é que as vagas ainda serão poucas para os aprovados. As principais ‘vítimas’ das dispensas – infelizmente – serão funcionários do 2º e terceiro escalão.

Informais informantes informaram que a entrega das listas de demissão está em estágio avançado, “A escolha dos secretários está recaindo, por enquanto, naqueles pretensos ‘expoentes políticos’ que foram contratados a peso de ouro para se dedicarem na campanha que prometia resgatar o prestígio político de Romeu Queiroz. Esse pessoal está com os dias contados.” – garantiu-nos uma fonte próxima ao prefeito.