28/03/2011

Cafeicultura em luto: Morre Paulo Takano, um dos pioneiros do Café do Cerrado

Faleceu no domingo (27.mar), aos 68 anos, o cafeicultor Paulo Takano. Seu corpo está sendo velado na Funerária Frederico Ozanan. O sepultamento acontece hoje, às 17 horas, no Cemitério Municipal.

Com o seu falecimento a cafeicultura do Cerrado Mineiro perde, além de uma referência, um de seus principais pioneiros.

Paulo Takano chegou em Patrocínio na segunda metade da década de 70, no auge do Polocentro, programa criado pelo Governo para alavancar o desenvolvimento e a modernização das atividades agrícolas no oeste de Minas Gerais.

Ele foi associado da ACARPA por diversos anos e já participou ativamente da entidade como diretor. Foi vencedor do 12º Prêmio de Qualidade do Café Espresso, promovido pela ILLYCAFFÈ Em 2003.

Em nota oficial, a diretoria da ACARPA lamentou a morte de seu filiado “homem que tanto contribuiu para o engrandecimento da entidade e também pela cafeicultura de uma maneira geral.”