11/02/2009

CASINHA DO PAPAI NOEL INSISTE EM FICAR PARA A PÁSCOA

Ao que parece, a casinha do Papai Noel, montada na Praça Santa Luzia com o intuito de ser um atrativo a mais durante a campanha ‘Natal Iluminado’ das ACIP/CDL deverá ficar no local até a Páscoa, se transformando, assim, na ‘Toca do Coelhinho.’

A ‘construção’ completa essa semana 60 dias de uso e ocupação do solo no logradouro, instalada estrategicamente numa área ao lado de um dos principais cartões postais de nossa urbe, a Fonte Luminosa, construída pelo prefeito Mário Alves do Nascimento e reformada por Roberto Queiroz do Nascimento, o Betinho, seu filho.

Com a casinha do Papai Noel ocupando espaço para trânsito dos pedestres, quem anda sofrendo são os belos jardins do logradouro. Para se desviarem da construção, os pedestres apelam para o gramado da praça, o que está destruindo paulatinamente os jardins da bela Praça Santa Luzia.

Comerciantes, autônomos, picolezeiros, pipoqueiros, pasteleiros, vendedores de lanche, taxistas, mototaxistas, empregadas domésticas que atuam na praça não estão gostando da manutenção da casinha do Papai Noel (ou casinha do Coelhinho da Páscoa) bem como condenando a instalação de uma ‘tenda’, que também está montada há tempos em frente a igreja Santa Luzia.

“Tanto a casinha do Papai Noel quanto a tenda tiraram o aspecto bucólico e interiorano da Praça Santa Luzia, deixando-a com ares de mercado Persa. Manter as duas durante o Natal, tudo bem, mas estender sua instalação ao longo do ano é burrice” – sentenciou Manoel Aquino, autônomo.

Joana D`Arc Vilela, babá, foi mais longe, “Esperamos que o dr. Lucas cuide melhor aqui da nossa praça. A administração anterior fazia questão de desconhecê-la. O lago dos peixes está uma sujeira e fedendo. A fonte há tempos não é ligada e, aos poucos, o local está sendo dominado por comerciantes paralelos de toda origem. Nem segurança para trazer as crianças para brincar aqui a gente tem mais. E olha que estamos em uma região central da cidade.” – afirmou.

Recentemente, uma mulher com uma criança no colo foi assaltada no local. Segundo o BO da PM, ela foi abordada por um indivíduo magro e alto com aparência jovem, usando boné e óculos escuros. O suspeito encostou a mão nas costas do bebê que estava nos braços da vítima e obrigou a mesma a entregar a carteira de mão com R$ 300,00 em dinheiro e cartões bancários. O roubo ocorreu por volta de 14h, o que reforça a falta de segurança não só no local, mas por toda Patrocínio.