31/12/2008

CÁSSIO REMIS É O VIRTUAL PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL

25 anos, namorando, filho de Marcos Remis dos Santos e Francisca Carneiro do Santos, ex-assessor parlamentar de Alcides Dornelas e do deputado Durval Ângelo e, agora, eleito com 1035 votos vereador para o quadriênio 2009/2014, pode-se dizer hoje, dia 31 de dezembro de 2008 que jovem Cássio Remis dos Santos é o virtual presidente da Câmara Municipal do município de Patrocínio, biênio 2009/2010.

“Cássio é um político nato. Conseguiu o que muitos nem sonhavam, uniu Lucas Siqueira e Julilias para que ambos apoiassem seu nome para a presidência da Casa de Leis.” – afirmou uma fonte ligada ao processo.

Remis está incomunicável. Várias foram as tentativas da redação de falar com o jovem edil, mas seus telefones transmitem sempre a mesma mensagem: “Este celular encontra-se desligado ou fora de área de atendimento”. Especula-se que essa foi uma das estratégias do grupo para tirar o jovem vereador do ‘olho do furacão’, evitando qualquer percalço ou surpresa que pudesse atrapalhar sua eleição.

O maisumonline apurou que o vereador Aleir Donizete está em Uberlândia, também incomunicável. Aleir deverá aparecer em Patrocínio somente às 16 horas de amanhã, 1º de janeiro, data e hora da posse e da eleição da Mesa Diretora. O voto de Aleir, especula-se, é de Bebé.

Joel de Carvalho deverá definir seu voto numa reunião às 15h11minutos, com a alta cúpula do PP local, provavelmente até com a presença do hoje atual, mas no dia já ex-prefeito Julilias.

Segundo o juiz eleitoral Valter Rúbio, a lei é clara. Em recente entrevista à Rede Módulo de Rádio, ele afirmou que o vereador que votar contra a determinação do seu partido poderá perder seu mandato, “O mandato é do partido e não da figura do vereador. Sendo assim, o que o partido determinar deverá ser cumprido, senão o edil incorrerá no crime de infidelidade partidária, podendo ser cassado” – sentenciou. Fontes fidedignas informaram que a executiva local do PP (leia-se Julilias) decidiu que Joel de Carvalho deve votar em Cássio Remis. Ao que parece, o 11 teve mesmo que engolir aquele que, num passado recente, chamou de ‘menino de calças curtas’…

A candidatura de Cássio Remis só foi confirmada com a desistência de Alberto Sanarelli do páreo. O maisumonline apurou que o dublê de radialista e político abriu mão de sua candidatura, pensando – principalmente – no fortalecimento do grupo que hora detém o poder no Executivo. Segundo interlocutores, o vereador do PPS tem também vários compromissos profissionais e pessoais que o impedem de se dedicar in totum ao cargo maior do Legislativo. Sanarelli será o líder do prefeito na Câmara.

Na reunião que definiu o nome de Cássio Remis como o candidato da situação, Sanarelli fez 3 pedidos ao vereador do PSDC, uma maior valorização da imprensa local, a transferência das reuniões ordinárias paras as noites de terça-feira e que as Comissões Permanentes se reúnam diariamente, deliberando sobre os assuntos pertinentes com maior rapidez. Segundo informações, é intenção do novo presidente de que as reuniões ordinárias voltem a ser transmitidas via rádio e, agora, também, via internet.

A posse dos vereadores acontecerá na tarde de 1º de janeiro de 2009, no plenário da Egrégia e Augusta Casa de Leis rangeliana. Logo após acontece a eleição da Mesa Diretora do biênio 209/2010. O voto é aberto. O presidente eleito dará posse a Lucas Siqueira e Fausto Amaral em cerimônia que acontece a partir das 20 horas, no poliesportivo do PTC.

Especula-se que a nova Mesa Diretora será a seguinte: Cássio Remis – Presidente; Martelias – Vice; Cláudio Alcântara – Tesoureiro e Marcilene Jacinto – Secretária.