18/06/2009

Depois de denúncia e anulação, novo processo de eleição do Conselho Tutelar começa dia 1º de julho

Com base em denúncias de 2 dos participantes do processo seletivo dos conselheiros tutelares, que aconteceu no início do mês, a promotora substituta da Vara da Infância e Juventude da Comarca recomendou que o processo fosse anulado e outro fosse rapidamente organizado.

Seguiu-se então, uma série infindável de muitas especulações e poucas explicações. Analisando as poucas informações divulgadas em diversos sites de notícias da cidade, tudo leva a crer que, no processo anterior, uma etapa foi ‘queimada’ ou ‘antecipada’ o que gerou a especulação que as cartas já estariam marcadas para aprovação de alguns concorrentes (quem ao certo a gente não sabe).

Segundo o novo edital, que pode ser acessado na página de notícias da Prefeitura, as inscrições para o novo processo seletivo vão de 1º a 09 de julho e a primeira etapa do processo acontece no mesmo mês.

Todas as etapas do processo são de caráter eliminatório e a posse dos novos 5 Conselheiros e 5 suplentes deverá acontecer no dia 18 de agosto. O salário de Conselheiro Tutelar é de 7 Unidades Fiscais do Município (UFM), algo em torno de R$ 1.500,00. A única mudança em relação ao processo cancelado pela Justiça há duas semanas é que cada etapa será seletiva ao contrário da somatória de pontos do anterior.

Para ser candidato ao cargo é necessário possuir idoneidade moral comprovada por atestados junto aos órgãos de segurança, maior de 21 anos, residir em Patrocínio há pelo menos 03 anos, estar em dia com as obrigações políticas, apresentar no ato da inscrição o certificado de conclusão de curso superior e comprovar que trabalhou no mínimo dois anos com crianças e adolescentes. Passado o processo de provas escritas, os candidatos vão passar pelo teste psicológico que irá definir os dez nomes aos cargos.