24/02/2010

Depois de um final de ano tumultuado, tranquilidade volta a reinar nas ordinárias da Casa de Leis

O encaminhamento de dezenas de projetos de lei para apreciação da Comissão de Legislação, Justiça e Redação marcou a retomada das Reuniões Ordinárias da Câmara Municipal de Patrocínio, depois do recesso parlamentar determinado pelo Regimento Interno da Casa. Enquanto o Legislativo esteve em recesso, os trabalhos e atendimento da Câmara e dos senhores vereadores continuaram normalmente.

Com uma pauta repleta de processos de Lei, a 1ª Reunião Ordinária da 2ª Sessão legislativa da Legislatura 2009/2012 deste ano de 2010 foi marcada pela tranqüilidade nos debates dos projetos apresentados e apreciados pelos senhores vereadores.

Foram encaminhados para a Comissão de Legislação 19 projetos de lei, três deles de autoria do Executivo Municipal. Três outros Projetos de Lei foram aprovados por unanimidade em 1ª Discussão e Votação. Foi aprovado ainda um Processo de Lei em Regime de Urgência Especial. Durante a Reunião Ordinária desta terça-feira, dia 23, foram apresentadas 48 indicações, 10 moções e 4 requerimentos.

Sanarelli deixa liderança
O presidente Humberto Donizete Ferreira – Bebé (PSDB) foi oficializado através de correspondência pelo vereador Alberto Sanarelli Júnior (PPS), que não exercesse mais o cargo de líder do prefeito Lucas Siqueira junto a Câmara Municipal. O presidente determinou a Secretaria da Casa de Leis que o Executivo seja cientificado da decisão e que indique um novo líder.

Grande Expediente
A presidente da APAC – Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, Cleusa Maria Silva será convidada a dar esclarecimentos sobre a real situação financeira e administrativa em que se encontra a entidade assistencial de Patrocínio, através da aprovação de requerimento do vereador Cássio Remis Santos (PSDC).

O vereador denunciou a situação “calamitosa” em que se encontra a instituição de Proteção e Assistência aos Condenados de Patrocínio, salientando que se não foram tomadas providências urgentes, muitos condenados terão que ser colocados na rua, “colocando em risco a população da cidade”, afirmou.

Remis também manifestou indignação e fez uma série de denuncias contra a administração do Centro Universitário do Cerrado (Unicerp). Segundo o vereador, “a instituição tida como filantrópica, não vem exercendo o seu papel junto à comunidade, fechando cursos e tendo uma das mensalidades mais caras de toda a região”, denunciou.

O vereador conclamou a direção da instituição de ensino para um debate aberto “no Legislativo Municipal ou em qualquer outro lugar”, para discutir os altíssimos salários pagos aos diretores.

Retorno positivo
Para o presidente da Casa, vereador Humberto Donizete Ferreira – Bebé (PSDB), “A retomada das Reuniões Ordinárias foi de total tranqüilidade e demonstrou o empenho dos demais pares da Câmara, em desenvolver um grande trabalho em favor da melhoria de vida de toda a nossa comunidade”, afirmou. O Presidente acredita que esse ano de 2010 será ainda mais produtivo e harmônico do que 2009 salientou.

Luiz Cabral/Assessoria/CMP