17/05/2011

Deu B.O.: Imbróglio entre CCSPP e COBOM por sala de atendimento vai parar na PM

O imbróglio (LEIA AQUI) entre o Conselho Comunitário de Segurança Preventiva e o 2º Pelotão de Bombeiros, por causa da cessão de uma sala que fica no complexo militar onde estão instalados o COBOM, a Polícia Ambiental e a Polícia Rodoviária Estadual acabou indo parar na… Polícia Militar.

Segundo fontes, o CCSPP registrou BO 6386 e Registro de Eventos da Defesa Social – REDS 832974-001, denunciando a invasão do local por parte do comandante dos Bombeiros em Patrocínio, o Tte Relson Miguel de Macedo.

Um dos membros do CCSPP, Valdir Ferreira, informou no BO que o Conselho tem posse do imóvel desde 1996 e que os Bombeiros teriam se apossado da referida sala, trocado a fechadura, retirado os pertences do Conselho e colocado em outra sala do Pelotão.

Ao chegar ao local, Ferreira informou no Boletim de Ocorrência se deparou com a sala sendo pintada com as cores do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, inclusive sendo retirada a logomarca do CCSPP.

Como o internauta pôde confirmar em matéria divulgada na sexta-feira (13) no MAISUMONLINE o comandante do COBOM contou que “Não há qualquer tipo de comodato por parte dos órgãos de defesa social nem por parte do CCSPP.”

No BO, o Tte Relson informou que o imóvel pertence a fração de Patrocínio desde 1993 e que o local teria sido ‘cedido’ ao Conselho para instalação ‘provisória’ de sua sede, porém há mais de um ano o Conselho Comunitário está instalado na Avenida Rui Barbosa, no centro da cidade.

Como o imóvel em anexo ao Pelotão está ocioso e o COBOM necessita da sala para acondicionar materiais diversos, foi procedida a ocupação.