18/03/2014

Emprego e desemprego serão debatidos na 4ª ordinária da CMP

Marcada para acontecer na noite desta terça (18), 4ª Ordinária da Egrégia e Augusta Casa de Leis rangeliana promete despertar um grande interesse da comunidade.

Atendendo convite do Presidente da Câmara, Cássio Remis Santos e da vereadora Marly Ávila e aprovado por todos os vereadores, a coordenadora do Sistema Nacional de Empregos (SINE) em Patrocínio, Lilian Faria de Queiroz, que falará sobre emprego e desemprego no município.

Instabilidade familiar

Em verdade, é verdade, o desemprego é um problema que assola o país. E Patrocínio não é diferente. É muito triste e preocupante quando um lar, uma família, tem em seu seio uma pessoa em idade produtiva que não tem uma profissão, um emprego e por consequência uma renda fixa. Por isso a importância de se valorizar o SINE e o trabalho de (re)colocação profissional que ele realiza.

Em atividade há mais de 3 anos na cidade, O SINE oferece semanalmente oportunidades de emprego destinadas a candidatos com diferentes perfis e níveis de escolaridade, em atividades de variados setores. A unidade do SINE funciona em prédio localizado à rua Governador Valadares, 957, Centro, próximo à Agência dos Correios.

SINE

O Sistema Nacional de Emprego trabalha na intermediação da mão de obra objetiva para (re)colocar o trabalhador no mercado de trabalho. Para isso, dispõe de informações acerca das exigências dos empregadores ao disponibilizarem suas vagas junto aos postos de atendimento do SINE. Busca-se, dessa forma, a redução dos custos e do tempo de espera tanto para o trabalhador, quanto para o empregador.

Objetivo da intermediação de mão-de-obra é reduzir o desemprego friccional (desemprego que se deve ao tempo que os trabalhadores gastam na busca de emprego), contribuindo para que os postos de trabalho vagos não sejam extintos ou que não venha a ocorrer agregação de ocupação por dificuldades no preenchimento da vaga.