18/05/2010

Estatística macabra continua mostrando um assassinato a cada 11 dias em Patrocínio

Patrocínio, a nossa até então pequena e pacata cidade do cerrado mineiro registra nestes primeiros 5 meses do ano a triste estatística de 1 assassinato a cada 11 dias. O índice pode aumentar caso uma suspeita, envolvendo o corpo de um homem decapitado encontrado na terça-feira (11) na linha férrea, seja confirmada como assassinato.

Na noite de segunda-feira (17), no 12º homicídio do ano de 2010 em Patrocínio, o proprietário de um supermercado no Bairro São Benedito foi executado a tiros por um menor. O bandido fugiu sem nada levar.

Na semana passada, a Fundação João Pinheiro (FJP) divulgou o Anuário de Informações Criminais 2009, que desnuda a taxa anual de crimes violentos, como homicídio, tentativa de assassinato, estupro e roubo em Minas Gerais. O documento mostra que, quando é analisada a situação de alguns municípios, as autoridades da Secretaria de Estado de Defesa Social não escondem a preocupação em relação aos homicídios.

Na nossa região, por exemplo, Patos de Minas teve um aumento de 153,7% no número de assassinatos. A variação foi de nove assassinatos em 2008 para 23 crimes semelhantes em 2009. Isso corresponde a um aumento de 153,7% no número de homicídios na terra do milho. Em Patrocínio, cidade a 70 km de Patos e com cerca de 85 mil habitantes, foram registrados em 2009 16 assassinatos. Sete homicídios ‘a menos’ que Patos de Minas.

As autoridades tentam explicar o fenômeno com o cruzamento de uma série de fatores, tais como a migração desordenada, a falta de oportunidades, mas são unânimes ao afirmar que ‘O tráfico de drogas é uma das principais razões da incidência de homicídios.’ Não é preciso ser um especialista em segurança pública para chegar a triste conclusão de que, em quase todos os homicídios acontecidos em Patrocínio este ano a droga foi um fator preponderante.

CRONOLOGIA DOS ASSASSINATOS EM PATROCÍNIO NO ANO DE 2010

27/01 – Zélio Teixeira de Oliveira, o ‘Cabelo’, de 45 anos, executado com 8 tiros no cruzamento das Ruas Cecília Maria da Cunha com Antônio José da Cunha, no Bairro Serra Negra.

26/02 – Nilmar José da Silva, 23 anos, mata a esposa e a filha a machadadas no distrito de Silvano e depois se suicida na cadeia municipal.

19/03 – João Paulo Ferreira da Conceição, 19 anos, executado com 6 tiros no cruzamento da Avenida Brasil com Rua Geraldo Cirino Ramos.

20/03 – José Edvaldo Lima, 29 anos, natural de Juazeiro do Norte, Ceará é executado com 3 tiros depois de participar de um programa sexual no Bairro Olímpio Nunes.

21/03 – Polícia encontra numa propriedade rural próxima ao Bairro Serra Negra o corpo de Benício Silva Botelho, 19 anos, com 7 perfurações de balas. Segundo a perícia ele estava morto há 3 dias.

23/03 – Joseildo Gomes Pereira, o ‘Prefeito’, 35 anos, natural de Jaboatão/Pernambuco é morto a tiros na porta de sua casa, em Silvano.

10/04 – Marcelo Correa Mendes, o “Caveira”, de 25 anos, foi morto com três tiros no peito quando estava no interior de sua casa na Rua Prosperidade, no Bairro Santo Antônio.

11/04 – Jeny Madalena de Almeida, 82 anos, foi encontrada por familiares em sua casa, no centro da cidade, com duas perfurações no peito provocadas por facadas.

26/04 – Rosilene Santos Silva, 29 anos, natural de Buritizeiro/MG, foi encontrada estrangulada em meio a um cafezal. A polícia suspeita de crime passional.

11/05 – Tainá Pereira Silva, 13 anos, foi encontrada morta nas proximidades do Bairro Manoel Nunes no sabado (15), com suspeita de ter sido abusada sexualmente.

17/05 – Valter Honorato Nascimento, o Valtinho, 52 anos, proprietário de um supermercado no Bairro São Benedito, reage a um assalto e é executado a tiros por um menor.

CASO SUSPEITO
11/05 – Um homem não identificado aparentando 35 anos foi encontrado morto – com a cabeça decepada – nos trilhos da linha férrea próximo ao Bairro Cruzeiro da Serra. A PM suspeita de suicídio, mas não está descartado um possível assassinato.