20/10/2011

GGIM se reúne de novo. Problemas crônicos serão de fato resolvidos?

Uma notícia veiculada no site Patrocínio Agora, do repórter Jânio Luiz, mostra o real nível de comprometimento do guverno 23 em realmente resolver os problemas que atingem e afligem a comunidade rangeliana, cidade e zona rural.

Conta a matéria, “Na noite desta quarta-feira (19) foi realizada mais uma reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal – GGIM. A reunião foi presidida pelo prefeito Lucas Siqueira que avaliou o encontro como ‘muito produtivo’.” – informa o texto.

Mas o que é o GGIM?

Para quem não sabe o Gabinete de Gestão Integrada Municipal é um canal de interligação entre todos os órgãos de segurança pública que atuam no município.

Seu objetivo é identificar oportunidades que proporcionam a prevenção da violência de maneira integrada, envolvendo os segmentos de segurança pública na criação de propostas e avaliações sobre sua atuação na prevenção e no combate à violência.

Pela descrição, o nível de resolutividade do GGIM é muito pequeno, inexistente até. Ele só identifica o problema e o apresenta ao poder público – que detém a operacionalidade -apontando maneiras de solucioná-lo. E é aí que a porca torce o rabo…

Discutir, discutiram

Segundo a notícia do PA, um dos assuntos discutidos foi a construção do Centro Integrado de Segurança. O que o site narra a seguir seria cômico, se não fosse trágico. Uma passagem que deve ser registrada para sempre nos anais da moderna antologia política mel rangeliana.

“De acordo com o prefeito, o terreno do antigo Ninho da Águia já pertence ao Estado há pelo menos 5 anos e que estudos estão sendo feitos para a instalação das forças de segurança neste local.” – Nenhuma novidade até agora.

Contudo, conta o site do Jânio Luiz, “O prefeito afirmou que o terreno ideal está localizado na Av. Faria Pereira em direção a MG 230, porém a aquisição do terreno é inviável devido seu alto valor.” – Ah, tá, tudo bem… Mas o que ficou definido então..?

Lombadas eletrônicas

Mais a frente, a matéria informa que “Durante a reunião também foi levantada a possibilidade (notem bem, levantada a possibilidade‘) da criação de lombadas eletrônicas em pontos onde os veículos excedem o limite de velocidade. Estas lombadas serão instaladas após a completa municipalização do trânsito.”

Hummmm… As lombadas eletrônicas para coibir abuso de velocidade serão instaladas após a completa (anotem aí, completa) municipalização do trânsito. Ah, tá! Que bom!