17/12/2009

Governo 23 aceita afastar Alcides Dornelas e projeto do Transporte Estudantil deve andar

Mesmo contrariado, o governo 23 deverá mesmo dar o braço a torcer e afastar Alcides Dornelas da negociação que envolve a aprovação de Lei que autoriza a prefeitura a contrair empréstimo de R$ 10 mi junto ao BNDES, aderindo ao projeto ‘Caminho da Escola’.

O governo 23, representado pelo vice-prefeito Fausto Amaral, já acenou neste sentido em recente encontro com presidente do Legislativo Municipal, Humberto Donizete Ferreira, o Bebé.

O projeto da renovação da frota do Transporte Escolar deverá ficar a cargo do secretário municipal de Educação Eurípedes Peres, o Jipão, e o secretário municipal de Obras, Fabio di Paula, o Gasolina. Transporte Escolar, Jipão e Gasolina… Tudo a ver.

Segundo um informal informante, por demais enfronhado nos bastidores do poder municipal, tudo isso aconteceu porque o secretário Alcides Dornelas cometeu um erro fatal que, pela sua experiência de Câmara, jamais poderia ter cometido.

“Ele (Alcides) foi vereador por seis mandatos consecutivos. Sabe da força que o Legislativo tem numa gestão municipal. A prefeitura simplesmente não anda se a Câmara não for parceira. Mas ao invés de cativar os vereadores, muitos deles antigos colegas de Câmara, o Alcides preferiu bater de frente, ir para as rádios e criticar a Câmara, levar gente para se manifestar contra os vereadores… Isso reverteu numa imensa antipatia contra ele e, consequentemente, numa prevenção contra o projeto. Até o Cássio Remis, que já foi companheiro e assessor dele, já não o aguenta mais.”

O MAISUMONLINE apurou que, muito antes que se espere um projeto para melhorar o transporte estudantil municipal pode entrar em pauta na Câmara Municipal. “Alguns vereadores ponderaram que aceitam aprovar o empréstimo desde que dentro da proposta apresentada pelo vereador Joel de Carvalho, um valor menor (fala-se em R$ 3 ou 4 mi) e para ser pago dentro do mandato de Lucas & Fausto.” – revelou um assessor parlamentar.

Nesta quarta-feira (16), durante a extraordinária para ‘limpeza de pauta’, os vereadores Marcilene Jacinto e dr. José de Arimatéia, ambos do PHS, apresentaram o Projeto de Lei 122/2009 que autoriza o Poder Público municipal a contratar mediante licitação, serviços de transporte escolar de alunos da rede municipal de ensino e outras providências. Estes projetos entendem os vereadores, solucionará de vez a polêmica do transporte escolar que vem se arrastando há meses.

Em seu Artigo 2º, o referido projeto consta que no edital deverão se exigir veículos com idade útil de no máximo cinco anos, a manutenção de um monitor no interior do veiculo e que a contraprestação pelo serviço prestado seja fixada por quilômetro rodado.

A justificativa ressalta que a terceirização realizada através de processo licitatório, além de prestigiar os micro e pequenos empresários que já prestam o serviço no município, cria amplos mecanismos para se exigir um serviço adequado e de qualidade, sem que seja necessário o endividamento da prefeitura de Patrocínio, tanto no presente e principalmente para o futuro.

O projeto contou com o apoio de todos os vereadores presentes, Cássio Remis, Cláudio Alcântara, Joel de Carvalho, Alberto Sanarelli, Aleir, Salitre, Marta Elias e do presidente Bebé.