09/09/2014

Governo ganha prazo para colocar bloqueador na Penitenciária local

Se dentro dos próximos 120 dias o governo de Minas, através do Tribunal de Justiça, não instalar bloqueadores de sinal de celulares na Penitenciária Deputado Expedito de Faria Tavares de Patrocínio, vai se responsabilizar por uma multa diária de R$500,00.

Isso é o que pede ação penal do Ministério Público, impetrada pelo promotor Dr. Cleber Couto.

Segundo ele, só no ano passado foram apreendidos entre os mais de 1.200 detentos mantidos atualmente na cidade 270 celulares nas selas.

Dr. Cleber Couto acredita que com os bloqueadores, vão se inibidas as ações criminosas dos lideres de facções criminosas, que mesmo detidos continuam mantendo seus negócios ilícitos através de ordens via celular.

(Luiz Cabral/Difusora)