27/05/2014

Greve de professores tem pouca adesão na cidade

Os professores da rede estadual de ensino público de Minas Gerais estão em greve por tempo indeterminado desde a última quarta-feira dia 21.

As principais reivindicações da categoria são o pagamento do piso nacional para os professores, o descongelamento da progressão na carreira, a nomeação mais rápida de professores aprovados em concurso que está em vigor e melhoria nas condições de trabalho.

Contudo, mesmo com toda movimentação que cerca a paralisação – que aproveita a Copa do Mundo para ganhar destaque na mídia -, os coordenadores não conseguiram sensibilizar os profissionais da educação no município. Até o momento, segundo o coordenador do Sind-UTE na cidade, professor Gilberto José de Melo, apenas 4 professores aderiram oficialmente a paralisação.

Nessa quarta-feira, em BH, acontece uma nova assembléia, quando será feita uma avaliação do movimento grevista.

(Luiz Cabral/Difusora)