10/01/2011

Lideranças trabalham para a reversão do terreno do ‘Ninho da Águia’. Proposta é a recuperação do clube de lazer

A antiga ‘Vila Olímpica Ninho da Águia’, um terreno de 34.337 m2 localizado na Avenida Marciano Pires e que foi doado ao Estado durante o governo JulElias Cardoso para construção da sede do 46º BPM poderá ser revertida ao município.

Segundo fontes, diversas autoridades estão fazendo gestões junto ao governo do Estado para que a sede mude de local.

Caso logrem êxito, outro espaço será adquirido e repassado ao Estado para a construção do sonhado Centro Integrado de Segurança.

O projeto é ousado, reunir num só local as polícias Militar, Civil e o Corpo de Bombeiros, oferecendo-lhes, assim, mais espaço e estrutura. Informações dão conta que novo terreno poderá ser o do antigo Aeroporto, na Avenida Faria Pereira.

VÁRIAS UTILIDADES

O objetivo do guverno 23, informou-nos uma fonte quente & sulfurosa, é recuperar o ‘Ninho da Águia’, que ficaria a disposição e sob a direção do secretário municipal de Esportes & Lazer, cargo atualmente ocupado pelo professor Marcos Remis dos Santos.

Além do retorno das funções normais daquele clube de lazer – que teve sua época áurea entre as décadas de 80/90 -, a estrutura serviria também para a Sociedade Esportiva Patrocinense Ltda. realizar seus treinamentos físico/técnico/táticos e para o Proinde, programa de iniciação desportiva que é a ‘menina dos olhos’ do pai do vereador Cássio Remis.

“A revitalização não ficará barata. O local foi destruído, dilapidado, a gente sabe, mas o importante é que o espaço volte para a municipalidade. Caso nossas lideranças consigam a reversão, o objetivo é começar a trabalhar na revitalização de imediato.” – informaram esperançosos nossos informais informantes.

ANTIGOS SÓCIO E FUNCIONÁRIOS MUNICIPAIS

Para recuperação do ‘Ninho da Águia’ seria disponibilizado ao professor Marcos Remis algo em torno de 700 mil reais, além da estrutura de maquinário da secretaria de Obras. A proposta é que o novo clube assimile os antigos associados do ‘Ninho da Águia’ (desde que devidamente documentados) e os funcionários da prefeitura, algo como um ‘Clube do Trabalhador Patrocinense’.

‘Por enquanto o assunto está sendo tratado de forma embrionária. Tudo vai depender da volta dos trabalhos da Assembléia Mineira, pois assim as tratativas entre as nossas lideranças e o governador poderão ser intensificadas. Caso as coisas se encaminhem, tudo leva a crer que o responsável pela recuperação do ‘Ninho da Águia’ ficará na história, pela importância do clube no contexto social, esportivo e porque não dizer político da cidade. Uma plataforma política e tanto…” – revelou-nos uma fonte diretamente ligada ao prefeito.