15/01/2011

Ministro da Fazenda diz que salário mínimo ficará em R$ 545

Apesar de não ter sido debatido na reunião ministerial realizada nesta sexta-feira (14), o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o valor do salário mínimo deverá ficar em R$ 545, modificado em R$ 5 pela correção com base na inflação de dezembro. O reajuste vale a partir de 1º de fevereiro.

A medida provisória (MP) editada nos últimos dias de 2010 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva estipulava o valor do mínimo para 2011 em R$ 540. As centrais sindicais reivindicam que o salário seja reajustado para R$ 580.

O governo fez a mudança porque o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) fechou 2010 maior que o previsto. A fórmula de reajuste do mínimo estabelece a reposição pelo INPC do ano anterior mais o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores.

Segundo o ministro, o valor ficaria em R$ 543, mas o governo arredondou para R$ 545 para facilitar o saque nos caixas eletrônicos. O aumento terá impacto de R$ 1,4 bilhão nas contas públicas este ano.

Mantega disse ainda que o ministério irá elaborar uma medida provisória referente à política nacional de salário mínimo de 2011 a 2014. A MP, segundo ele, deverá ser semelhante ao modelo atual, com o reajuste baseado na inflação somada o PIB do ano anterior.

UOL Notícias