16/06/2010

Moradores da Cesário Alvim usam tribuna da Câmara para cobrarem mão única na rua

Moradores da Rua Cesário Alvim e vias adjacentes se fizeram representar na tribuna da Egrégia e Augusta Casa de Leis rangeliana na noite de terça-feira (15), pela comerciante e blogueira do MAISUMONLINE, Mônica Otero Nunes, pedindo o imediato cumprimento da Lei aprovada em setembro de 2009, transformando a Cesário Alvim em mão única.

Na época, o projeto de autoria do presidente Bebé foi acompanhado de uma pesquisa apontando que 70% dos moradores aprovavam a mudança. Sancionado pelo prefeito, ele ainda não foi implantado.

Na semana passada, Mônica entregou ao presidente da Câmara, ao prefeito e ao Ministério Público um abaixo assinado com mais de 800 assinaturas pedindo providências urgentes, “Não dá mais. Não tem como você morar numa rua até então calma e assistir passivamente o crescimento de uma situação onde a vida corre risco. Estamos cansados de tanta insegurança, de tantos acidentes em nossa rua. Queremos que a lei seja aplicada e não se torne mais uma lei de gaveta.” – disse a comerciante.

No guverno 23 a voz dissonante pela implantação da mão única de direção na CA é a do secretário municipal de Trânsito, Segurança e Transportes, Alcides Dornelas. Todas as vezes que é questionado sobre o assunto Dornelas desconversa, vaza na brachiária, e promete que a (sempre) futura implantação do Estacionamento Rotativo no centro da cidade vai desafogar a Cesário Alvim.

Prometido para março, até hoje o projeto de Trânsito desenvolvido pela Vertran não foi colocado em prática. Segundo informações, o problema é o custo alto para a implantação.

Em entrevista à Rádio Módulo, o vereador Joel de Carvalho (PP) lamentou o fato, “No ano passado, a lei que implantou a mão única de direção nas Ruas Iraci e Francisco Ramos, de autoria do vereador líder do governo nesta casa foi rapidamente obedecida e hoje trafegar naquelas duas ruas do Bairro Boa Esperança não mais coloca em risco a vida do cidadão. Não queremos aqui fazer críticas ao prefeito, mas é preciso que uma providência seja tomada rapidamente com relação à rua Cesário Alvim.” – disse Joel.