10/03/2011

Mudanças no guverno 23: População espera, ansiosa, anúncio dos remanejamentos no secretariado de Lucas Siqueira

Segundo fontes, está quase tudo pronto nos bastidores do ‘Refúgio das Tartarugas’ para que o prefeito Lucas Siqueira (PPS) possa anunciar para a imprensa, no final da tarde desta sexta-feira (11.mar), os substanciais remanejamentos em seu secretariado.

O prefeito passou o Carnaval se reunindo com secretários e assessores visando traçar o novo perfil do seu governo para o próximo ano. Caso os remanejamentos surtam efeito e atendam de vez aos anseios da comunidade, o prefeito poderá tentar uma reeleição. Caso contrário…

A população, mormente a classe política local, aguarda com ansiedade o anúncio. As mudanças, especula-se, poderão atingir as secretarias de Trânsito, Segurança e Transportes; Obras; Administração; Planejamento & Gestão e também as Finanças. Já aqueles setores a muito ocupados pelo núcleo do *GqRoP, não sofrerão qualquer alteração.

Após 2 anos e dois meses de experiência administrativa, o prefeito chegou a conclusão de que o guverno 23 só vai deslanchar se só (só, só, somente só) contar com pessoas de sua estreita e total confiança.

“Esses primeiros 2 anos e dois meses provaram ao Lucas que é muito difícil confiar em quem nunca fez parte de sua confraria política. Administrar objetivos diferentes e na maioria das vezes conflitantes não é fácil e o prefeito sentiu isso na própria carne. Mesmo o vice-prefeito, que era tido, havido e respeitado como elemento de primeira água já perdeu espaço e força no governo. Outrora falante e participativo, Fausto hoje está relegado a segundo plano. E isso só não vê quem não quer.” – confidenciou-nos uma liderança de livre trânsito no guverno 23.

Dr. Marco Antônio

O médico Marco Antônio Castro Alves, que assumiu oficialmente nesta quinta-feira (10.mar) a secretaria municipal de Saúde revelou ao site Patrocínio On Line no final desta manhã que se reuniu com o prefeito e resolveu o imbróglio entre a prefeitura e os médicos do PSF.

Além do transtorno e do desgaste, a situação estava causando um estado de latente apreensão tanto nos funcionários das unidades quanto nos usuários do sistema público de saúde.

Conforme contou o MAISUMONLINE, a crise que se abateu sobre o serviço de saúde municipal depois da demissão de vários profissionais no dia 28 de fevereiro fez com que o restante dos médicos ameaçasse uma greve geral caso os demitidos não fossem recontratados.

Contudo, o POL não soube explicar como o assunto foi resolvido, uma vez que a decisão do Ministério Público inviabiliza (isso para não dizer impede) a recontratação dos profissionais envolvidos nos processos do MP.

Dr. Marco Antônio também informou ao POL que está mantendo contato com funcionários do Pronto Socorro para se inteirar das dificuldades do local com o objetivo de melhorar ‘substancialmente’ o serviço prestado no PS.

Considerado o ‘calcanhar de Aquiles’ do guverno 23 o Pronto Socorro Municipal foi objeto de diversas denúncias de mau atendimento e matérias negativas em toda a mídia local nos últimos 2 anos e dois meses.

O serviço funciona em espaço alugado da Santa Casa, mas a irmandade está a quase 6 anos sem receber pela cessão do local. Até meados de 2010, segundo fontes, o valor superava a casa dos 800 mil reais.

Ricardo Bartholo, atual provedor da Santa Casa, é categórico em dizer que ‘o Pronto Socorro funcionando dentro do Hospital denigre a imagem da instituição junto a comunidade.’