08/07/2009

‘Nada está fechado entre o PSDB e o governo 23.’ – diz liderança tucana

Segundo informações de informais informantes, nem tudo são flores na provável e decantada aproximação do PSDB e o governo 23. ‘Nada está fechado, está tudo muito difícil, nebuloso. Existem conversas preliminares e só.’ – informou um expoente do partido tucano, que confidenciou não estar ‘sentindo interesse’ de Lucas & Fausto em ter o PSDB patrocinense do seu lado.

Há cerca de 2 meses, especulou-se pela cidade que o PSDB estaria ‘fechado’ com a administração municipal e que faria parte do alto escalão do governo 23. Informações extra-oficiais davam como certa a presença do dr. Alberto Ibrahim Daura com secretário de Urbanismo e do advogado e ex-presidente da Câmara, Joaquim Morato, na coordenação do Procon Municipal.

A estratégia – convenhamos – fortaleceria o governo 23 que, atualmente, tem como principal objetivo resgatar o prestígio político de Romeu Queiroz, imerso até hoje no escândalo do Mensalão. Conforme já foi veiculado na imprensa local, Queiroz deverá se candidatar a deputado estadual nas eleições de 2010 e vai precisar de cabos eleitorais diferenciados.

Alguns caciques do PSDB chegaram até a fazer importantes gestões políticas favoráveis ao governo 23 na Câmara Municipal, buscando com isso mostrar ao chefe do Executivo a sua boa fé e desprendimento em compor positivamente com o grupo. Sabe-se que, desde o início, o que mais falta no governo Lucas & Fausto chama-se ‘articulação política’, arte que alguns componentes do PSDB são PHD (perdoem o trocadilho!). A estratégia, ao que parece, não logrou êxito.

Na esteira das dificuldades deste ‘acerto’, alguns setores do PSDB – profundamente decepcionados – estão articulando uma possível candidatura solteira às eleições de 2010, na esfera estadual, visando mostrar à classe política local a verdadeira densidade eleitoral tucana. Sabe-se também que outros, mais comedidos e sensatos, deverão apoiar a candidatura de Deiró Marra a reeleição.