06/10/2010

No rádio, prefeito garante que não haverá mudanças no secretariado

Na noite desta terça-feira (05.out), o prefeito colocou um fim na notícia que uma mudança ocorreria em seu primeiro escalão agora, curiosamente logo após as eleições. Notícias advindas do ‘Refúgio das Tartarugas’ davam conta de que, derrotado na tentativa de resgatar o prestígio político do ‘padrinho’ Romeu Queiroz, Siqueira estaria pensando numa micro reforma do secretariado.

As mudanças recairiam sobre as secretarias de Esporte & Lazer, nas mãos do professor Marcos Remis, pai do polêmico vereador Cássio Remis; da secretaria de Trânsito Segurança e Transportes, de responsabilidade de Alcides Dornelas e na secretaria municipal de Saúde, cujo titular é o odontólogo Wesley Faber Romão Batista.

O motivo das mudanças seria o não envolvimento dos 3 titulares das pastas na campanha de Romeu Queiroz. É público e notório que a credibilidade de Marcos Remis deu ao petista Durval Ângelo mais de 1700 votos em Patrocínio; Dornelas não se envolveu com candidatos de nenhuma das duas esferas, se dedicando totalmente na campanha do governador Anastasia. Dr. Wesley, como é do seu feitio, não se expôs. Segundo notícias veiculadas em sites da cidade, a mudança envolveria também um outro secretário, cuja pasta não foi revelada.

Porem, todavia, contudo e entretanto, em entrevista reproduzida nas rádios locais na manhã desta quarta-feira (06.out), o prefeito negou o fato. Siqueira disse que não está pensando nisso neste momento, “No momento não. Não existe nenhuma movimentação neste sentido. Agora, esses cargos de confiança na prefeitura são cargos de livre nomeação e todos sabem que pode haver mudanças a qualquer momento. Todo mundo sabe disso desde quando foi convidado para trabalhar conosco na prefeitura. Eu posso garantir que não existe nenhum movimento, nenhuma conversa e nenhum estudo neste sentido.” – garantiu o prefeito.

ELEIÇÕES E DERROTA DE ROMEU QUEIROZ

Comentando o resultado das eleições, o prefeito sintetizou, ‘A vontade popular foi respeitada. Mas o que assustou foi o alto índice de abstenções. Eu espero que a partir de agora a gente possa viver novos tempos não só na parte política como também na parte administrativa também, pois a gente precisa muitos desses entes eleitos tanto estadual quanto federal.”

Analisando a derrota do empresário Romeu Queiroz, Siqueira disse que o que aconteceu foi uma avaliação errada das pesquisas eleitorais. Tanto em Patrocínio quanto em outros municípios que ele seria votado as pesquisas apontavam um índice de votação bem maior. Em Patos de Minas, numa expectativa medida por pesquisa e não pela boca dos outros, ele iria ter lá de 10 a 12 mil votos… Mas ele teve 1.500 votos lá. Então algo aconteceu nestes últimos 10 dias de campanha que fez com que o deputado Hely Tarquínio tivesse lá quase 90% dos votos. Essa é uma questão para ser analisada lá… Lá dentro de Patos por quem apoiou o Romeu lá. Eu estive em Belo Horizonte com o Romeu e ele está muito triste, chateado. E não é pra menos. Mas eu acho que esse não é o momento de fazer uma ‘caça as bruxas’ procurando culpados pela derrota. Derrotas em eleição infelizmente acontecem. A gente tem é que respeitar a vontade da população, a vontade das urnas.” – disse.

DEIRÓ MARRA E DURVAL ÂNGELO

Comentando uma possível parceria com o deputado estadual reeleito Deiró Marra, Lucas foi incisivo, “Por mim, eu não tenho nada contra o deputado Deiró Marra eu tenho sim contra o modo dele fazer as coisas. Eu fiquei quieto a campanha toda e vocês viram o material que foi feito. Esse material fez mal pra mim. Essas avenidas que estão sendo construídas aí não são obras dele, são obras minhas. Eu fui atrás, eu me reuni com os responsáveis, elas não passaram por nenhum gabinete. Eu tava vendo o material de campanha dos deputados agora no final de campanha e pensando, ‘uai, então eu não fiz nada. Eu estou há dois anos na prefeitura e não fiz nada, tudo que foi feito em Patrocínio foi obra dos deputados’… Fica parecendo que a gente não está trabalhando. E isso é divulgado tão maciçamente que o povo pensa, ‘uai, é mesmo. Esse prefeito aí não está fazendo nada não.’ Eu acho que não é por aí. Agora, se o deputado Deiró Marra quiser um entendimento nós estamos dispostos a conversar, eu nunca fechei a porta pra ninguém.”

Perguntado se ele vai contar também com a ajuda do deputado Durval Ângelo, Siqueira foi categórico, “Eu espero que o Durval continue nos ajudando. Ele foi um parceiro, ele conseguiu algumas obras… Agora, não foi tudo aquilo que ele citou na propaganda dele. Muito longe disso. Muita coisa foi obra do Gilmar Machado. Mas isso faz parte desse processo todo, que eu não concordo, não acho isso correto. A pista de caminhada, por exemplo, foi o Gilmar Machado que nos arrumou ela. Mas eu espero que ele continue sim a nos ajudar.” – finalizou.