01/10/2010

Prefeitura de Patos de Minas pode chegar ao fim de 2010 com débito de R$ 20 milhões

Durante prestação de contas aos vereadores na tarde da quinta-feira (30) no Plenário da Câmara Municipal de Patos de Minas, funcionários do Município apresentaram números referentes ao 4º bimestre de 2010 e deixaram todos extremamente preocupados sobre o futuro da administração pública municipal.

Se nos primeiros 8 meses foram arrecadados R$ 130.890,00 as despesas superaram esses números. Em pagamentos foram empenhados R$ 110. 867.000,00 e ainda tem um valor de R$ 31.000.000,00 pertencentes ao Instituto de Previdência Municipal, confirmando um débito nas contas de aproximadamente R$ 12 milhões.

Nesses últimos meses do ano a arrecadação irá diminuir substancialmente e as despesas vão aumentar de maneira considerável.

A folha de pagamento dos servidores tem consumido quase R$ 7 milhões todos os meses para que os compromissos sejam mantidos. De acordo com o Executivo, a Secretaria de Saúde é outro setor que consome muitos recursos, somente nos primeiros 8 meses foram gastos R$ 44 millhões.

A ordem do Executivo é conter despesas de maneira urgente. Inclusvive alguns setores já passaram por adequações e corte de pessoal. A tendência é a realização de mais cortes nos próximos meses.

Sandro Ângelo esteve na prestação de contas realizada na Câmara Municipal e afirmou que tudo que pode ser feito está sendo realizado para que as contas sejam ajustadas. Apesar da dedicação de toda equipe e dos ajustes, a Prefeitura pode chegar ao final de 2010 com um débito superior a R$ 20 milhões.

Já existe a preocupação até de servidores municipais dos riscos em relação ao pagamento do 13º salário. Até o momento o executivo não pronunciou sobre o assunto, mas diante dos números apresentados e das dificuldades que estão sendo enfrentadas, essa é uma preocupação presente entre os servidores.

Patos Urgente