05/12/2011

Remis, ‘Eleição não se define nos grandes detalhes, mas nos pequenos’

O vereador Cássio Remis, que também é o presidente do PSDC em Patrocínio, foi o entrevistado desta segunda-feira (05) no programa ‘Comentário do Dia/Rádio Comunidade’, da Difusora AM.

Em linhas gerais, Remis reafirmou com todas as letras o que contou o presidente do PT local, dr. Evaldo Rezende Cunha a cerca de 15 dias.

Na sua entrevista, o oftalmologista falou sobre os desencontros atuais vividos entre o vice petista Fausto Amaral e o guverno 23, que o ‘exigiu’ a ser um ‘vice convencional’ em detrimento de uma participação mais ativa na administração municipal, “coisa que ocorreu nos primeiros 18 meses de governo”.

O vereador reiterou o posicionamento de que Fausto Amaral é o candidato ‘do grupo’ a prefeitura municipal, enumerando sua atuação decisiva quando da campanha em 2008 e agora, ao ser o responsável pela elevada monta de recursos repassados a atual administração.

“Quando eu ouço o prefeito falar que está esperando uma resposta do PT eu acho que é muito pelo contrário… Nós é que estamos aguardando um posicionamento dele (Lucas), para que a gente possa continuar e selar esse compromisso.” – sentenciou.

“Eleição em Patrocínio não se define nos grandes detalhes não… São nos pequenos. A prova disso é que o Júlio Elias perdeu a eleição por uma diferença mínima. E quem deu na época a eleição para Lucas Siqueira? Aqueles que tempos atrás caminhavam com Júlio Elias… Que isso sirva de alerta pra ele.” – enfatizou.