11/02/2011

Romeu fala de sua posse e critica vereadores que apoiaram ‘paraquedistas’ nas eleições de 2010

Aguardando com ansiedade o momento de sua posse na ALMG como primeiro suplente do partido e não da coligação, em substituição a Juninho Araújo, o empresário Romeu Queiroz concedeu entrevista a Módulo FM. O material – gravado e editado – foi ao ar no final da manhã desta sexta-feira (11.fev).

Romeu falou da expectativa para o momento da posse e criticou mais uma vez os critérios diferentes usados pela Mesa Diretora da ALMG em dois momentos distintos, a posse dos ‘deputados de verão’, realizada em janeiro deste ano e agora, na posse dos suplentes da 17ª Legislatura.

Trabalho potencializado

Ao citar a importância de que Patrocínio tenha dois representantes na Assembléia Mineira, Queiroz afirmou que num momento certo vai se reunir com o prefeito, suas lideranças e representantes da sociedade organizada para traçar metas e diretrizes de trabalho para o município e toda a região.

“Agora que Patrocínio tem dois deputados e o trabalho poderá ser potencializado para trazer ainda mais benefícios para o município.” – enfatizou. Na oportunidade, Romeu Queiroz teceu uma crítica velada ao governo do Estado,

“O prefeito Lucas tem feito um brilhante trabalho na prefeitura, mas só com os recursos próprios daqui do município. O Estado tem mostrado uma presença muito tímida em Patrocínio. E nós vamos evidentemente pressionar o governo para que esse atendimento seja melhorado e a gente faça um bom mandato.” – enfatizou.

Nem uma agulha

O parlamentar não conseguiu esconder a sua mágoa com a classe política local, mormente com os vereadores, que apoiaram candidatos de outras cidades/regiões – os conhecidos ‘paraquedistas’ – nas últimas eleições.

“Eu não fiquei magoado com a pequena votação que tive, afinal fiquei afastado da política algum tempo e isso fez com que a população escolhesse outras opções. A crítica que eu faço é com relação a grande maioria dos vereadores, que apoiaram candidatos que não são daqui e que não tem nenhum compromisso com Patrocínio. E cito até nomes, tem um tal de Durval Ângelo, que é deputado a muito tempo, é apoiado aqui pelos Remis e eu não conheço nada que ele trouxe para nossa cidade. Outro apoiou o Gustavo Perrela, outro um sujeito (sic) lá de Araxá… Eu acho que isso é que é errado! Votar no Silas, votar no Deiró, votar no Romeu é que é o correto, que é normal…” – sentenciou.

Não é a primeira vez que Romeu Queiroz tece críticas contundentes a presença de Durval Ângelo – e de outros paraquedistas – no contexto político de nossa urbe. Em maio de 2009, em entrevista a mídia local (e que pode ser lida – relembrada – CLICANDO AQUI!), Queiroz fez questão de expressar pela primeira vez – e de maneira contundente – esse mesmo sentimento.