07/10/2010

Se recuperando da derrota nas urnas, guverno 23 traça estratégias para ‘ganhar’ a Câmara Municipal

Buscando respostas para a decepcionante votação de seus candidatos no pleito de 3 de outubro, mormente Romeu Queiroz, Gilmar Machado e Adelmo Carneiro Leão, o guverno 23 junta os cacos e lambe as feridas já sofrendo por antecipação ao vislumbrar uma outra difícil disputa logo ali na frente: As eleições da Mesa Diretora na Câmara Municipal, em dezembro deste ano.

Segundo informais informantes, gente enfronhada no ‘Refúgio das Tartarugas’, os analistas político/comportamentais ligados ao *GqRoP já estão desenvolvendo estratégias, as mais diversas, em busca de um só objetivo: minar a eleição do vereador Cássio Remis à presidência da Casa de Leis, colocando no comando do poder Legislativo gente da sua extrema confiança.

‘Existe uma vertente no ‘Refúgio das Tartarugas’ bastante temerosa quanto a possibilidade do Cássio Remis assumir a presidência da Câmara. Uma vitória de Cássio Remis seria mais contundente que a derrota de Romeu Queiroz nestas últimas eleições, ou seja, praticamente implodiria as pretensões políticas do já combalido e esfacelado guverno 23.’ – contou-nos uma fonte quente & sulfurosa lá pelos lados do Paço Municipal.

Nosso homem (no bom sentido, claro!) no guverno 23 garantiu ao MAISUMONLINE que, eleito presidente da Câmara, Cássio trabalharia para inviabilizar os últimos anos de Lucas Siqueira na prefeitura, buscando visibilidade numa possível disputa pelo Executivo em 2012.

“O próprio Lucas sabe que Cássio quer ser prefeito de Patrocínio custe o que custar. Mas evita comentar o assunto para não acirrar ainda mais os ânimos… E o candidato a prefeito do *GqRoP, todos sabem, é o Betinho.” – sintetizou.

Conhecido por seu temperamento difícil, sempre polêmico e na maioria das vezes extremamente agressivo, é fato que até o momento, apenas Remis já se pronunciou oficialmente, demonstrando seu desejo de assumir o comando do Legislativo Municipal. Pelo que se ouve nos corredores da Câmara, apenas Joel de Carvalho já hipotecou solidariedade a eleição do vereador do PSDC.

Para vencer a disputa, é fato que Cássio precisa de 6 votos. Em caso de empate com qualquer um dos outros 7 vereadores – Bebé não pode se candidatar a reeleição e Cláudio Alcântara teve menos votos que Remis nas eleições de 2008 – a vitória será sempre do outro candidato seja ele qual for. A regra é clara: No desempate vale o número de votos que o vereador obteve na sua eleição.

No mapa dos eleitos da Câmara Municipal, Legislatura 2009/2012, Bebé teve 1.643, Sanarelli 1.472, Dr Ari 1.450, Marcilene 1.413, Joel de Carvalho 1.374, MartElias 1.317, Aleir 1.161 e Salitre 1.041. Cássio Remis conseguiu 1.03 votos e Cláudio Alcântara 935.

*GqRoP – Grupo que Resgatou o Poder