07/10/2010

Segundo policia, crime que vitimou professora Maria de Lourdes teve motivação homossexual

Elias Magalhães, o Elias do Bolão, foi o mentor intelectual do crime que vitimou a professora Maria de Lurdes, 42 anos, assassinada em sua casa no mês julho.

Segundo o delegado Leonardo Diniz, Elias tinha um relacionamento homossexual de vários anos com o filho da professora. Chegou a custear seus estudos e sempre o agradava com presentes.

Quando em fevereiro André ficou noivo de sua então namorada, com casamento marcado e tudo mais, Elias não aceitou o fim do relacionamento. Motivado por ciúmes, contratou um pistoleiro para matar André.

O delegado disse ainda que o alvo do pistoleiro era somente André. Ao chegar a casa da vítima procurando por ele, dizendo que era seu amigo, a professora convidou o assassino a entrar.

Quando o mesmo sacou a arma para matar o filho, Maria de Lourdes entrou em luta corporal com o meliante para proteger André e foi alvejada com um tiro fatal. André foi alvejado duas vezes.

Dr. Leonardo Diniz informou que pediu a prisão temporária de Elias pois as investigações revelaram que Elias estava tramando o assassinato da noiva de André, para que ela não atrapalhasse o romance dos dois envolvidos.

O executor ainda não foi identificado e Elias está a disposição da justiça. As informações são do Dia News Notícias.