14/05/2009

Sem as seis assinaturas necessárias, extraordinária dessa noite pode se transformar em ‘sessão espírita’

Segundo informações de informais informantes, a base de apoio ao Governo 23 não conseguiu as 6 assinaturas necessárias para que o polêmico PL dos quase 8 milhões de reais para obras de saneamento básico no Serra Negra e nos distritos voltasse a ser apreciado pela Câmara, na reunião extraordinária convocada pelo presidente da Casa, Humberto Donizete Ferreira, o Bebé (PSDB) para a noite desta quinta-feira (14).

Com a presença confirmada de apenas 5 vereadores em plenário na noite de hoje, corre-se ainda o risco da Extraordinária não acontecer. Segundo a Lei Orgânica, com 5 edis em Plenário a sessão pode ser aberta. Porém, necessita-se da presença de 6 vereadores para haver a deliberação sobre a ordem do dia, ou seja, a votação propriamente dita.

O referido projeto autoriza o Município de Patrocínio a contratar com o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais S/A – BDMG, Operações de Crédito com outorga de garantia e dá outras providências no valor de R$ 7.692.706,00. O valor pedido destina-se – segundo justificativa do prefeito – para saneamento básico no bairro Serra Negra e nos distritos de São João, Silvano e Salitre.

Com isso, a sessão extraordinária que acontecerá a partir das 19 horas já fica, antecipadamente, prejudicada.