10/03/2010

‘Show da Manhã’, da Difusora AM, repercute episódio vivido por apresentador no Pronto Socorro Municipal

Na abertura do programa ‘Show da Manhã’, da Difusora AM, desta quarta-feira (10), o apresentador Carlinhos Bill fez um desabafo abordando os acontecimentos da noite de terça-feira (09), no Pronto Socorro Municipal.

Na noite de ontem, ao chegar ao Pronto Socorro para visitar seu sogro, acometido por um mal súbito, Carlinhos Bill, percebeu com seus próprios olhos o caos em que se encontra a saúde pública do município.

Não somente o seu sogro, mas a maioria dos pacientes que lá se encontravam, alguns em estado grave, aguardavam pacientemente (desculpe-nos o trocadilho) o atendimento desde as 16 horas. E já eram mais 20 horas.

De imediato, o apresentador do programa ‘Show da Manhã’, da Difusora AM ‘rodou a baiana’, ligou para o vereador Alberto Sanarelli (ex-repórter da emissora) e para o prefeito em exercício Fausto Amaral. Logo em seguida os dois apareceram no PS, acompanhados do secretário municipal de Saúde, Wesley Faber Romão, e milagrosamente o atendimento começou a fluir… A fila andou.

Ainda durante o ‘Show da Manhã’, Bill fez observações contundentes sobre o que viu no Pronto Socorro Municipal, narrando o fato de que no exato momento em que seu sogro e mais de uma dezena de pessoas aguardavam há mais de 4 horas o atendimento médico, uma odontóloga e uma empresária chegaram ao local e foram de pronto, atendidas pelos médicos de plantão, “Achei um absurdo isso!” – pontuou o apresentador.

A saúde pública é um dos (muitos e mais desgastantes) calcanhares de Aquiles do governo 23. Vira e mexe (ou mexe e vira) sempre aparece alguém para reclamar do péssimo atendimento no Pronto Socorro, a maneira indiferente no atendimento dos médicos de plantão, a dificuldade no agendamento de consultas e cirurgias eletivas, a falta de remédios e equipamento nas Unidades de Saúde e tantos outros.

O tempo passa, o tempo voa, e nada é feito para que esses problemas sejam, pelo menos, minimizados. Quem sabe agora, com o envolvimento do vice (cada vez mais) prefeito em exercício Fausto Amaral na causa, algo de efetivo seja enfim realizado.