17/02/2014

Silas Brasileiro não terá ‘vida fácil’ nas eleições deste ano

Caso se proponha a enfrentar mais um eleição a Câmara Federal, o patrocinense Silas Brasileiro mais uma vez – a exemplo de eleições anteriores – não terá ‘vida fácil’ durante a campanha.

Pelo andar da carruagem, várias facções políticas rangelianas vão lançar/apoiar candidatos de outras plagas, buscando solidificar seus grupos visando as eleições para prefeito, daqui a pouco mais de 2 anos.

Pulverização

Segundo fontes, a vereadora Greyce Elias (PRB) deverá apoiar em Patrocínio o deputado federal Jorge Hilton. O parlamentar com nome de galã de bang-bang italiano é considerado a maior liderança do Partido em MG e cumpre atualmente seu segundo mandato na Câmara Federal.

Já o PDT rangeliano, conforme o MUOL noticiou recentemente, tem como exigência partidária lançar candidatura própria a deputado federal na cidade, caso não o faça, poderá ver extinto o seu diretório local, que tem como presidente o ex-vereador e hoje professor de Matemática, Cláudio Eustáquio Alcântara.

Pelos lados do grupo comandado pelo ex-prefeito Júlio Elias, assim como aconteceu há 4 anos, o pessoal deverá cerrar fileiras com o uberabense Marcos Montes. À época, dr. JE deu a um quase desconhecido MM algo em torno de 3.700 votos.

Deiró e Tenente Lúcio

Segundo fontes que borbulham pelos arredores da Rua Pinto Dias, número 97, local onde está instalado o QG político do deputado estadual Deiró Marra, DD deverá apresentar ao eleitor patrocinense o nome do uberlandense – e atualmente deputado estadual – Tenente Lúcio. O ex-policial vai se candidatar a deputado federal com uma estrutura de campanha invejável.

Resta a Silas uma provável aproximação com o GU23 que, segundo informações articulações neste sentido estão sendo habilmente conduzidas nos bastidores. Alguns são contra, mas muitos são a favor!

Ministro

Em recente entrevista a mídia radiofônica local, Brasileiro disse que deverá realizar um ‘consulta popular’ para saber se o eleitor rangeliano quer mesmo que ele seja candidato a deputado federal por Patrocínio. Nas entrelinhas, lamentou essa pulverização de votos em candidatos de outras plagas e ‘cutucou’ os responsáveis.

Nos bastidores do PMDB, em Brasília, é forte a especulação de que Brasileiro não será candidato a deputado federal. Ele é o nome escolhido pelo partido para ocupar o Ministério da Agricultura e Pecuária, assim que Antônio Andrade deixar o cargo para as eleições deste ano.

Silas Brasileiro tem uma carreira política bastante profícua. Foi prefeito de Patrocínio no mandato 89/92, Secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, deputado federal por diversos mandatos e atualmente comanda a Conselho Nacional do Café (CNC). Ele nunca escondeu de ninguém que quer encerrar sua carreira política como prefeito de Patrocínio.