22/08/2014

Silas garante a Deiró que não será candidato a prefeito em 2016

Começa na noite desta sexta-feira (22) a distribuição do material de campanha da dobradinha Deiró Marra e Silas Brasileiro.

Segundo fontes, a movimentação vai ocorrer na Rua Pinto Dias, 97, QG político de Deiró Marra.

E a campanha será ‘gorda’!

Quem vestir a camisa da ‘dobradinha’ não vai reclamar de falta de material nem de estrutura para ‘levar a mensagem’ dos dois candidatos para o eleitorado rangeliano.

Silas não é candidato a prefeito em 2016

Dos seis vereadores da base de apoio de Deiró na Casa de Leis quatro confirmaram apoio a dobradinha SB e DM: Thiago Malagolli (o que primeiro se manifestou e foi bastante elogiado por isso), Bebé, Joel de Carvalho e Neusa Mendes.

Este apoio, porém, só foi efetivado depois que Deiró Marra recebeu de Silas Brasileiro a garantia de que ele (Silas) não será candidato a prefeito nas eleições municipais de 2016. Fontes informaram ao MAISUMONLINE.com.br que, caso contrário, Deiró desistiria da dobradinha e liberaria seus vereadores para apoiarem o candidato a deputado federal de sua preferência.

Registro: Políticos matreiros gostam que notícias como essa sejam divulgadas ao público eleitor. No futuro, este texto deverá servir como um importante documento em qualquer mesa de negociações.

Missão: escolha de um vice

Nos bastidores, assessores das duas lideranças receberam a missão de detectar, fora dos grupos políticos existentes na cidade, nomes de pessoas que tenham o perfil e o comportamento necessário para assumir o cargo de vice-prefeito nas próximas eleições.

A ordem é buscar uma novidade novidadeira que possa surpreender e atrair o eleitorado para a campanha de 2016. Mas, porém, todavia, contudo e entretanto, dos nomes já elencados e apresentados até o momento, nenhum obteve unanimidade do grupo.

Greyce também vai pras ruas

Além de Silas Brasileiro e Deiró Marra, a vereadora e candidata a deputada federal pelo PRB, Greyce Elias, vai intensificar sua campanha também neste final de semana, colocando nas ruas cerca de 200 pessoas municiadas com farto material.