06/08/2020

Sofrimento solitário…

Z|E|N
Desde o tempo em que a gasolina era barata e a Serra do Cruzeiro, cupim, funcionários públicos municipais que se aventuram em disputar as eleições num grupo contrário ao do atual prefeito acabam por sofrer sanções em caso de uma reeleição.

Essa ‘regra’ não é novidade pra ninguém. Quem acompanha a política rangeliana mais a miúde nem precisa se esforçar muito para se lembrar de vários episódios dessa natureza.

São incontáveis histórias de servidores sendo remanejados para locais de logística difícil, fora de seu eixo/área de atendimento, ‘penando’ (por assim dizer) nos anos que se seguiram, amargando o abandono de quem apoiou.

Uma coisa é certa, para desafiar o ‘chefe’ não é preciso somente ‘coragem’. Em caso de derrota, é necessário um bom suporte jurídico, aporte financeiro e muita, muita estrutura emocional, senão…